1.jpg

Eventos

Redes Sociais

  

Horários

Domingo
09:00h - Escola Dominical
10:30h - Culto Devocional
18:00h - Culto da Família

Terça-Feira
08:00h - Manhã de Oração

Quarta-Feira
20:00h - Culto no Lar

Quinta-Feira
20:00h - Quinta com Propósito

Sábado
20:00h - Culto de Jovens

Agenda de Junho

Dia 02 Culto no Lar
Dia 04 Family Day
Dia 06 Reencontro do Retiro da JNI
Dia 07 Ceia do Senhor
Dia 11 Encerramento Mes da Família
- Pr. Carlos Adriano
Dia 13 Culto de jovens
- Curso de Noivos
Dia 20 Pescaria dos Homens
Dia 27 Encontro de Homens
- Encontro de Mulheres

Newsletters

Inscreva-se em nossas Newsletters e receba devocionais gratuitamente e informações da igreja!

O desejo de se instalar a Igreja do Nazareno no Brasil ocorreu através da vinda do cabo verdiano Rev. José Zito Oliveira para morar em Santo André/SP com seu irmão. Finalmente, em 11 de julho de 1956, o Rev. José Zito desembarcou no porto de Santos, em princípio, ele queria ir para a Argentina, mas aquela porta havia se fechado. Agora, ele estava no Brasil. Um problema, no entanto, o angustiava: a Igreja do Nazareno ainda não havia chegado ao país. Parecia que o seu sonho de ministério havia sido enterrado. Porém, ele esperou pacientemente a chegada oficial da Igreja do Nazareno.

Uma carta enviada por Ervin Stegemoeller e sua esposa, Marjorie, à Sede da Igreja do Nazareno, nos Estados Unidos, solicitando missionários para instalarem a Igreja do Nazareno no Brasil, fez com que a notícia corresse o mundo.

No entanto, foi em meados de 1958 que a família Mosteller chegou ao Brasil. Muita alegria na chegada, cumprimentos, histórias da viagem, planos e expectativas quanto à obra que o Senhor haveria de começar por meio da Igreja do Nazareno, cuja teologia básica é a doutrina da santidade. O Rev. Earl Elwood Mosteller, conforme já havia solicitado no telegrama, mais uma vez convidou o Rev. José Zito a engajar-se no projeto de implantação da denominação no Brasil. Esse convite foi aceito com um sorriso e uma declaração da certeza quanto ao chamado de Deus para o ministério pastoral. Foi ali, no porto de Santos, que o Rev. José Zito conheceu o irmão Ervin Stegemoeller, um nazareno fiel que estava no Brasil trabalhando em Campinas. O casal Stegemoeller, exercendo a mordomia cristã, levou a família de missionários para a sua cidade. Ali, eles providenciaram todas as coisas para que os missionários se estabelecessem confortavelmente.

A segunda família missionária oficial da denominação foi a do Rev. Charles Wise Gates e sua esposa Dona Roma Joanne Gates, que chegaram poucas semanas depois da família Mosteller e também se estabeleceram em Campinas, sob os cuidados dos Stegemoellers.

Em 1959, uns seis meses depois da chegada dos primeiros missionários, o Rev. José Zito mudou-se para Campinas e recomeçou seus estudos acadêmicos sob a supervisão do Rev. Mosteller, que lhe deu um curso intensivo de formação pastoral.

O Rev. José Zito foi o primeiro nazareno a iniciar a sua preparação para o ministério no Brasil. Ele era o único aluno do que viria a ser o Seminário e Instituto Bíblico da Igreja do Nazareno - SIBIN, inaugurado em 1962. O início da Igreja do Nazareno em Campinas, o Rev. José Zito, além de trabalhar com a denominação no Brasil, também ajudou a igreja no estabelecimento de várias congregações e templos. Naturalmente, ele trabalhou para o início da primeira igreja em Campinas.

Inicialmente, as reuniões aconteciam na casa do irmão Ervin Stegemoeller. Muitas pessoas compareciam às reuniões ao ponto de a casa ficar lotada. Com essas primeiras reuniões naquela casa, ocorreu o início não oficial da Igreja do Nazareno no Brasil na Avenida Benjamim Constant, no Cambuí. Somente após algum tempo é que foi alugado um salão na Avenida Francisco Glicério, onde a Igreja do Nazareno, já devidamente registrada, começou oficialmente no Brasil.

A equipe missionária, formada pelas famílias do Rev. Mosteller e do Rev. Gates, foi reforçada em 1959 com a chegada do Rev. William Ronald Denton e Dona Sarah Ellen Byrd Denton, e os seus filhos. Enquanto a família Gates fazia seu primeiro ministério missionário, a família Denton já havia servido como missionários na Bolívia, Argentina e Uruguai.

Como a visão era a de não perder mais tempo na tarefa de alcançar o Brasil, os Dentons foram logo para a belíssima cidade de Belo Horizonte, capital do Estado de Minas Gerais, distante cerca de 800 quilômetros de Campinas, na direção do centro do Brasil.

A partir dos anos sessenta, essa equipe foi reforçada regularmente. Em 1960 chegaram mais dois casais missionários com as suas famílias: o Rev. Joaquim Antônio e Guilhermina Lima, que vieram da Igreja do Nazareno da Argentina, e o Rev. James Eldon e Carol Jeanne Kratz. Em 1962, chegaram o Rev. Robert Thomas e Frances Darlene Collins. Em 1964, chegaram o Rev. Roger Michael e Mary Ann Maze. Por fim, em 1968, chegaram o Rev. Larry Coleman e Dolores Darlene Clark.

A primeira igreja do nazareno no Brasil foi inaugurada pelo Rev. Earl Elwood Mosteller em Campinas (hoje chamada de Igreja do Nazareno Central de Campinas); a segunda foi inaugurada em Belo Horizonte, Minas Gerais, pelo Rev. Willian Ronald Denton (Igreja do Nazareno em Barroca); e a terceira foi a Igreja do Nazareno em Sobradinho, Distrito Federal, que também foi inaugurada pelo Rev. Denton. Na verdade, o templo dessa igreja foi o primeiro que a Igreja do Nazareno construiu no Brasil. Até então, as outras duas igrejas funcionavam em locais alugados. (HAYAKAWA,Sandro. Os Oliveiras. Ed.Autor.Brasília.2007.pp. 29-35)

Em 1963, sob o pastorado do Rev. Jaime Kratz o Pr. Aguiar Valvassoura iniciou sua caminhada para o ministério junto a Igreja do Nazareno no Brasil.
Fonte: História da Igreja do Nazareno
http://www.nazarenopaulista.com.br/estudos/Historia_Nazareno.pdf> Em: 27.12.2013.